A viúva da vítima, uma mulher de 54 anos, foi indiciada por homicídio duplamente qualificado. Crime ocorreu em janeiro na região da Fazenda da Grama.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) conclui a investigação a respeito do homicídio de um idoso de 64 anos, na Zona Rural de Muriaé.
O crime ocorreu em janeiro, quando a vítima foi baleada na cabeça dentro da propriedade dela, na região da Fazenda da Grama.
Investigações da Polícia apontam a viúva da vítima, uma mulher de 54 anos, como mandante do crime. Ela foi indiciada por homicídio duplamente qualificado.
Segundo a PCMG, amigos e familiares do casal afirmaram perceber um comportamento atípico entre os dois no dia do crime, quando ambos foram vistos em um churrasco.
A suspeita está presa desde o dia 18 de março, quando foi cumprido um mandado de prisão temporária contra ela.
A mulher negou ter escutado os disparos de arma de fogo, ocorridos na residência onde o casal estava.
De acordo com o Delegado Tayrony Espíndola, encarregado na ocorrência, “a apuração indicou que a motivação do crime estaria relacionada ao patrimônio da vítima”.
O inquérito concluído já foi remetido à Justiça, mas segundo o delegado um segundo inquérito está aberto, com o intuito de investigar o envolvimento de uma outra pessoa no crime.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here