Unifaminas e Justiça Federal firmam convênio para realização de novo curso

O curso será ministrado e supervisionado por servidoras da Justiça Federal, credenciadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nas dependências do UNIFAMINAS.

A JUSTIÇA FEDERAL e o UNIFAMINAS firmaram convenio para a realização do Curso de Capacitação de Conciliadores da Justiça Federal. As duas etapas do curso ocorrerão nos períodos de 20 a 24 de agosto e de 10 a 14 de setembro de 2018 no Centro Universitário Unifaminas.
Das 25 vagas para o curso, 10 foram reservadas para servidores da Justiça Federal nesta cidade, e as demais foram ofertadas, gratuitamente e através de edital, a advogados e estudantes do UNIFAMINAS matriculados a partir do 4º ano. Os inscritos foram selecionados através de entrevistas realizadas pelo Dr. Renato Grizotti Júnior, Juiz Federal Coordenador do Centro de Conciliação e Diretor da Subseção Judiciária de Muriaé.
Os aprovados efetivaram suas inscrições definitivas mediante a apresentação de documentos e firmaram compromisso de prestarem serviços voluntários como conciliadores ao Centro de Conciliação da Justiça Federal, que funcionará nas dependências do UNIFAMINAS,  por 16 horas mensais e durante, no mínimo, 1 ano.

O juiz Federal Coordenador do Centro de Conciliação e Diretor da Subseção Judiciária de Muriaé, Dr. Renato Grizotti Júnior disse que é uma iniciativa muito proveitosa para ambas as partes, primeiro que a Justiça Federal encontrou no Unifaminas um espaço que não tinha, inclusive o Arquivo Judicial será transferido para uma dependência cedida pelo município.

“A convivência com o meio acadêmico é muito proveitosa para a conciliação, porque são ideias novas e nada melhor que alunos com suas novas ideias. Os alunos terão a parte prática onde vão poder desenvolver suas aptidões de conciliadores, aprenderem a prática e a praxe forense, e mais do que isso, esperamos dos alunos uma crítica, que nos ajudem a vermos onde estamos errando. A Vara Federal de Muriaé está com serviço em dia, dentro das nossas condições. Temos cinco servidores a menos, mais de 6 mil processos em andamento e são 3.500 processos novos por ano” diz o juiz Federal.

Eduardo Goulart, representando o Unifaminas, disse que a parceria com a Justiça Federal foi muito importante. “Tivemos o processo de seleção onde vários alunos se destacaram, foram 15 aprovados neste curso de 100 horas. Acreditamos, como disse o Dr. Renato Grizotti, que esta parceria é um marco para nossa cidade e com isso o Unifaminas continua buscando parcerias”, disse.
Giovana Faza da Silveira Fernandes, da Justiça Federal de Juiz de Fora, disse que foi muito positiva esta parceria.

Em Belo Horizonte e Juiz de Fora não tivemos uma adesão igual a essa aqui de Muriaé. A gente vê isso pelo empenho do Dr. Renato e o Unifaminas, não só em divulgar, mas também de inserir na grade curricular uma disciplina destinada a conciliação, mediação e arbitragem. Isso traz uma conscientização para os alunos, e é extremamente positivo para a Justiça Federal e Unifaminas. Eles vão inspirar outras pessoas

, disse.
Grazielle Frota, do TRE 1, de Brasília, disse que desde 2010, com a Resolução 125 do CNJ, é que vem sendo implementado em todo o país o Centro Judiciário de Solução de Conflitos, Conciliações e Mediações; e que Muriaé está de parabéns porque só tem uma Vara Federal, o que significa que nem seria obrigatória a criação do Centro, mas o Dr. Renato Grizotti e a faculdade tiveram uma iniciativa de vanguarda.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here