Três professores de Minas Gerais concorrem a prêmio nacional. Um deles é de Carangola

0
468

Três professores de Minas Gerais vão disputar a final do Prêmio Professores do Brasil, em dezembro. Andreia Rodrigues de Oliveira, de Juiz de Fora; Gracielle Leite da Silva, de Carangola; e Adalgisio Gonçalves Soares, de Minas Novas, vencedores da etapa regional, já vão receber R$ 7 mil cada, viagem à Irlanda para participação em programa de capacitação apoiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), troféu e equipamentos de informática com conteúdo educativo para as escolas em que trabalham. Agora, eles estão entre os 30 profissionais de todo o país que seguem para a final.

História – A professora Gracielle, da EE Pedro de Oliveira, venceu na categoria ensino fundamental/ciclo de alfabetização com o projeto Educação do campo: um jeito de ensinar através do meio onde se vive. Ela conta que realizou atividades interdisciplinares com os alunos, de forma articulada e simultânea com experiências de pessoas que moram no campo, valorizando sua história e cultura.

“Iniciei com uma palestra de uma antiga moradora do município de Ponte Alta e, por meio dessa narrativa, desencadeei uma série de ações pedagógicas que contribuíram para resgatar a história do lugar e suas peculiaridades”, disse.

De acordo com Gracielle, somando o relato com as rodas de conversa, produções escritas, trabalhos de arte e encontros com as famílias de estudantes, os alunos passaram a se sentir mais valorizados.

“Hoje, eles se sentem mais confiantes para se expressar oralmente, escrevem pequenos textos com mais facilidade e os pais tornaram-se mais presentes na vida escolar de seus filhos”, pontua.

A professora Andreia, da escola EM Bonfim, é vencedora na categoria educação infantil/pré-escola, com o projeto Identidade, arte e literatura: uma parceria colorida.

Nos propusemos a ampliar o mundo de nossas crianças em relação às artes visuais, expandindo seus conhecimentos sobre cores, apresentando obras de renomados artistas e diferentes maneiras de fazer arte”, resume.

Usando gizes de cera, questões como identidade, características e sentimentos foram trabalhadas com os estudantes.

Andreia conta que, a partir do projeto, que teve produção de mosaicos, recortes, pinturas, desenhos e releituras de obras de arte, as crianças passaram a utilizar mais cores em seus desenhos, a nomeá-las corretamente e a mostrar mais autonomia em suas produções.

Filme – Já o professor Adalgisio Gonçalves Soares, da escola EE presidente Costa e Silva, foi o vencedor na categoria ensino fundamental/anos finais sexto ao nono ano, com o projeto Festival de curtas, uma viagem às mil e uma noites de Malba Tahan.

“O projeto propõe o ensino da matemática de uma forma divertida e atraente. Tomamos como referência a obra do matemático brasileiro Júlio Cesar de Melo e Sousa. Mais que isso, o projeto é um investimento no aluno em sua totalidade”, define.

O matemático que inspirou o projeto é mais conhecido como Malba Tahan e publicou uma série de livros como O homem que calculava e Matemática divertida.
Junto com os estudantes, Adalgisio aprendeu o passo a passo para produzir um curta metragem.

Reaprendemos também a cooperar, respeitar e ressocializar. Aos poucos, a agressividade foi dando espaço a sorrisos e brincadeiras.

Prêmio – Da lista dos 30 ganhadores regionais, sairão os nacionais – seis, ao todo, sendo um de cada categoria: educação infantil/creche, educação infantil/pré-escola, ensino fundamental/ciclo de alfabetização, ensino fundamental/quarto ao quinto ano, ensino fundamental/sexto ao nono ano e ensino médio. O anúncio está previsto para a primeira quinzena de dezembro, em cerimônia de premiação.

Outros 15 professores foram selecionados na categoria temáticas especiais em todo o país. Os vencedores dessa categoria serão premiados de acordo com a área na qual estão inscritos. Entre as premiações, estão uma viagem de uma semana a Londres para participação em atividades educativas, palestras e visitas a museus; R$ 5 mil em dinheiro; e visita ao Núcleo de Alto Rendimento Esportivo de São Paulo.

Esta é a décima edição do Prêmio Professores do Brasil, que tem o objetivo de reconhecer e divulgar o trabalho de docentes que contribuam para a melhoria da educação básica, valorizando e estimulando seu papel na formação das novas gerações. Participam do concurso educadores de escolas públicas de todo o Brasil. Além dos prêmios já recebidos, os ganhadores da etapa nacional receberão mais R$ 5 mil cada e troféu.

Confira os ganhadores da etapa regional e das temáticas especiais no hotsite do prêmio.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here