Tecnologia aliada à educação: projeto facilita aprendizado de matemática por meio da plataforma digital

0
128

Ação desenvolvida pela Energisa e Prefeitura atende dezenas de alunos de oito escolas municipais.

A tecnologia virou aliada no processo de aprendizagem dos alunos dos sétimos anos do Ensino Fundamental II de oito escolas municipais. Por meio do Projeto Ilumina, cerca de 300 estudantes estão aprendendo matemática de forma mais dinâmica e interativa na plataforma digital, colaborando para a melhoria da qualidade do ensino.
Desenvolvido desde junho deste ano pela Energisa em Muriaé, através de parceria com a Prefeitura, o projeto é inspirado em jogos educativos e pedagógicos da Tamboro (que fornece a plataforma de games para acesso às atividades). Desta forma, o “Ilumina” permite o aprendizado personalizado do aluno, diante da necessidade do reforço escolar nessa disciplina.

 “Achei muito interessante essa iniciativa. A aprendizagem na escola com computador é muito importante. Nos jogos a gente compete com outra pessoa, aí a gente vai aprendendo”, diz Maria Fernanda Messias da Silva. “É algo realmente inovador, pois é uma forma de fazer atividades de forma divertida e, ao mesmo tempo, aprender”, completa Manuela Gomes.

Ambas são alunas do 7º ano B da Escola Municipal Gilberto José Tanus Braz, uma das instituições contempladas com o “Ilumina”.

O projeto permite à Secretaria Municipal de Educação (SME), aos supervisores e professores acompanharem o desenvolvimento dos alunos, aprimorando suas habilidades no campo da matemática, além de estimular o raciocínio com desafios, charadas e outros.
Responsável pelo Núcleo de Tecnologia da SME, Marco Antônio Furtado conta que esta plataforma pode ser acessada também em casa. Ainda segundo ele, uma das novidades desta tecnologia é aliar as atividades realizadas em sala de aula com a plataforma tecnológica.

“Essas novidades têm gerado um reflexo positivo no aprendizado do aluno e nas avaliações”, considera.

De acordo com a professora de matemática Ana Paula Bouzada, a introdução desses novos elementos pedagógicos incentiva o desenvolvimento dos alunos pela matéria e facilita a aprendizagem do conteúdo.

“Esta é uma forma alternativa de aprender matemática. A gente sai um pouco da sala de aula, e isso faz com que os alunos aprendam de forma mais criativa e interessante. Temos que lembrar que a geração destes alunos é uma geração digital. Com esta plataforma, que é orientada pelos professores, eles se sentem mais motivados e descobrem novos caminhos para aprender matemática”, conta.

Além da Escola Municipal Gilberto José Tanus Braz, também estão recebendo o Projeto Ilumina as escolas Cândido Portinari, Professora Elza Rogério, Cléria Ticon Carneiro, Professora Esmeralda Viana, Joaquim Ribeiro de Carvalho (Caic), Professora Stella Fideles e Sérgio Lúcio Fernandes Amaral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here