Prefeito Grego desmente informação divulgada em grupo de WhatsApp de que pronto socorro do HSP pode fechar por causa de possível corte de recursos da prefeitura

Um áudio compartilhado num grupo de WhatsApp, de uma mulher, que supostamente seria funcionária do Hospital São Paulo em Muriaé, deixou toda a população de Muriaé preocupada devido ao teor da informação divulgada. No áudio, a mulher que não se identificou dizia que o pronto socorro do HSP poderia fechar por causa do cancelamento na transferência de recursos da prefeitura para o custeio do mesmo. Várias pessoas procuraram o jornalismo da Rádio Atividade e na manhã dessa quinta-feira o prefeito Grego, negou a informação. Também pela manhã a assessoria de comunicação da prefeitura divulgou uma nota desmentindo o boato.

O Hospital São Paulo também divulgou uma nota afirmando desconhecer o áudio e que a direção da instituição não seria a responsável pela informação, esclarecendo ainda que apenas a diretoria está autorizada a falar em nome da instituição.

Seguem as notas da prefeitura e HSP:

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em virtude de falsas notícias que circulam nas redes sociais, a Prefeitura de Muriaé esclarece que segue mantendo o compromisso de repassar ao Hospital São Paulo 100% do valor do custeio de sua parte no Pronto-Socorro da instituição. Com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento de saúde aos muriaeenses, desde 2017, a administração municipal ampliou em 63% o volume de recursos destinados ao HSP, e desde então, o repasse ocorre rigorosamente até o dia 10 de cada mês.

Vale ressaltar que, até dezembro de 2016, o repasse era de R$ 208 mil mensais. Em janeiro e fevereiro de 2017, a atual administração municipal aumentou o valor para R$ 220 mil. Em março, abril e maio, o repasse foi ampliado para, respectivamente, R$ 250 mil, R$ 280 mil e R$ 310 mil. A partir de junho do ano passado, a Prefeitura de Muriaé passou a custear 100% do seu compromisso com o Pronto-Socorro do HSP, ao repassar para a instituição mensalmente R$ 340 mil, valor que permanece até o momento.

Visando ampliar o atendimento em saúde em nossa cidade, a administração municipal está trabalhando para solucionar os problemas e colocar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em funcionamento. Construída em 2012, mas sem jamais ter funcionado, a UPA deverá contar com pronto-atendimento intermediário entre o atendimento básico dos postos de saúde e o de urgência e emergência que já é feito no HSP.

A Prefeitura de Muriaé, na sua atual gestão, age de acordo com a legislação e em benefício dos muriaeenses, sem jamais atender interesses específicos ou particulares. Por isso, solicitou e aguarda a posição oficial da direção do HSP sobre o fato para tomar as providências cabíveis.

Att.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Muriaé

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here