Prefeito de Muriaé, Grego, entrega ofício ao DNIT pedindo construção de redutores de velocidade no trevo do bairro São Pedro

0
339

Implantação de redutores vem sendo solicitada pelo Demuttran junto ao DNIT; prefeito acredita em desfecho positivo em breve.

O bairro São Pedro, em Muriaé, sofre com o alto índice de acidentes, e muitos deles fatais, no trevo que da acesso ao bairro. Os pedidos para a construção de redutores de velocidade junto ao trevo de acesso são antigos. E a demanda vem sendo levada com frequência ao conhecimento do órgão competente pela realização do serviço, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT).
“Em menos de um ano, já enviamos três ofícios ao escritório regional do DNIT solicitando atenção especial para a região do bairro São Pedro e também para outros que estão localizados no perímetro urbano”, informa o diretor do Departamento Municipal de Transportes e Trânsito, Ivanin Pimentel.
O prefeito de Muriaé se mostra otimista quanto à possibilidade de as solicitações serem atendidas em breve. Ele esteve nesta segunda-feira (9/9) na sede regional do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) em Leopoldina para entregar um ofício aos representantes do órgão, pedindo a implantação de redutores de velocidade no trevo do bairro São Pedro.
Segundo Grego, o DNIT disse que as intervenções ainda não tem data para começar. Primeiro, será feito um estudo no local por um engenheiro de trânsito. Logo depois, essas informações serão encaminhadas a Belo Horizonte para ser aprovada. Só então os redutores de velocidades poderão ser instalados.
O prefeito também ressaltou que, apesar da BR-356 passar pelo perímetro urbano de Muriaé, a Prefeitura não tem autorização para fazer intervenções na rodovia.
Oficio enviado em 19 de agosto de 2019.

Manifestação de moradores neste domingo (8/9), na BR-356, em protesto contra o número de acidentes no trevo do bairro

Fotos: Silvan Alves
Neste domingo (8/9) moradores do bairro São Pedro, Recanto Verde, Boa Esperança e Chácara Brum, localizados às margens da BR-356, interditaram a rodovia em protesto contra o alto número de acidentes no trevo do bairro. A última vítima fatal foi o idoso Agostinho Severino da Silva, de 81 anos, que morreu ao ser atropelado por uma motocicleta enquanto atravessava a rodovia.
Moradores levaram cartazes com frases de repúdio e bloquearam a pista por cerca de duas horas. A manifestação teve a presença da Polícia Rodoviária Federal, que orientou motoristas e manifestantes durante o período em que a BR ficou parada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here