Pombos aparecem pintados em Leopoldina e gera revolta; Polícia Civil vai investigar o caso

Aves apareceram tingidas de diversas cores em Leopoldina e caso ganhou repercussão após viralizar em redes sociais.

O aparecimento de pombos tingidos em cores como vermelho, azul e verde causou surpresa e revolta entre os moradores de Leopoldina.

O caso ganhou repercussão nesta semana após postagens das redes sociais e denúncia da ativista animal Luísa Mell. Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil para investigar o possível crime ambiental.

A Prefeitura informou que tomou conhecimento do fato na última quarta-feira (19), através das redes sociais.

A Administração Municipal explicou que, por isso, não sabe precisar quando o ato criminoso ocorreu e nem quem são os responsáveis.

Também na última quarta-feira, a Polícia Militar do Meio Ambiente (PMMA) recebeu a denúncia feita pela Prefeitura. Segundo o Sargento Maciel, alguns moradores informaram que viram os pombos coloridos em novembro de 2020, na Rua Manoel Lobato.

A polícia foi até o local nesta semana, mas não encontrou nenhuma anormalidade. Além do flagrante em novembro, a PM informou que há relatos nas redes sociais de avistamento das aves tingidas na última segunda-feira (18).

O sargento reforçou que o caso pode ser enquadrado como maus-tratos a animais. “Aparenta que as aves foram tingidas, fato que pode acarretar intoxicação, sofrimento, ou até mesmo maior exposição ao ataque de predadores em virtude das cores vibrantes”, explicou o policial

Pelo Instagram, a ativista pelos direitos dos animais Luísa Mell, que tem mais de 3,6 milhões de seguidores, manifestou repúdio as imagens dos pombos tingidos em Leopoldina.

‘É vergonha a maneira como os animais são tratados’

Uma das hipóteses levantadas pelos internautas e pela ativista que as aves teriam sido pintadas para a realização de um chá de bebê. Entretanto, a Polícia Militar do Meio Ambiente e a Polícia Civil informaram que ainda não há indícios de autoria e nem qual seria a finalidade de tingir os pombos.

O inquérito foi aberto pelo delegado Rafael Sporck na quarta-feira (20) para apurar os fatos. Em nota, a Prefeitura de Leopoldina explicou que colabora em tudo que for necessário para identificar os responsáveis.

“Vale ressaltar que a Administração não compactua com atitudes que venham colocar em risco a vida de animais ou prejudicar o meio ambiente. O Executivo municipal também lamenta que este ato tenha ocorrido na cidade, que é um lugar de pessoas ordeiras e de bem. Por fim, frisa que tal ato criminoso não representa ou retrata o perfil dos leopoldinenses”, pontuou a Administração Municipal.

A prefeitura de Leopoldina também emitiu uma nota sobre os pombos coloridos:

A Prefeitura de Leopoldina informa que já está em contato com a Polícia Militar de Meio Ambiente e colaborando em tudo que for necessário para identificar os responsáveis por tingir pombos na cidade.

A Prefeitura tomou conhecimento do fato na quarta-feira, dia 20, através de redes sociais. Por isso, não sabe precisar quando este ato criminoso ocorreu nem quem são os responsáveis. Até o presente momento, não havia sido notificada sobre o fato.

Vale ressaltar que a Administração não compactua com atitudes que venham colocar em risco a vida de animais ou prejudicar o meio ambiente.

O Executivo municipal também lamenta que este ato tenha ocorrido na cidade, que é um lugar de pessoas ordeiras e de bem.

Por fim, frisa que tal ato criminoso não representa ou retrata o perfil dos leopoldinenses.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here