Encontro conscientiza sobre importância do atendimento humanizado na gestação

Evento contou com palestras sobre cuidados para mulheres.

Encontro promovido pela Prefeitura e o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) esclareceu mulheres e profissionais sobre a importância do atendimento humanizado na gestação. No evento, realizado na terça-feira (14/8), no Centro Administrativo e na AABB, também foram discutidos temas como amamentação, o trabalho das doulas (pessoa que orienta e assiste a mulher no parto), plano de parto, Lei do Acompanhante e violência obstétrica, a fim de contribuir para a redução das intervenções e complicações durante o parto, bem como facilitar o vínculo entre mãe e bebê.
Pela manhã, o encontro realizado no Centro Administrativo foi direcionado para profissionais da saúde, além de estudantes das áreas afins, para debater sobre humanização do atendimento às gestantes e puérperas em situação de vulnerabilidade. À tarde, o evento contou com a presença de mães e população em geral na AABB, a fim de discutir sobre parto humanizado e suas vertentes. Durante o encontro, houve a participação da cantora Bruna Morena.
Para a dentista Juliana Chagas, que está à espera de seu segundo filho, a iniciativa foi importante para obter esclarecimentos sobre partos e atendimento gestacional.

Foi um evento rico, pois levou informação, que é o bem maior na gestação, para quem tem interesse em fugir da cesárea sem indicação correta e ter o parto humanizado, normal ou natural

, conta.

Evento proporcionou troca de experiências e informações

O conteúdo foi repassado pelas doulas Bárbara Morena e Tainã Vidon (também consultora em Aleitamento Materno). Tainã frisa a importância de se reunir mulheres e futuras mamães para discutir sobre atendimento humanizado na gestação.

“Pelos relatos que coleto na cidade, a assistência às gestantes é ultrapassada. Elas são submetidas a uma série de procedimentos desnecessários, comprovados cientificamente. Por isso a importância deste evento, que foi uma oportunidade de troca de experiências e de informações sobre seus direitos. A humanização no parto só vai acontecer a partir da demanda feminina. É a mulher que vai mudar o sistema”, diz.

Foi um momento de grande aprendizado sobre o trabalho das doulas, que contribui para o bem-estar físico e emocional das gestantes. Além disso, esclareceu dúvidas sobre o parto humanizado na gestação, amamentação do bebê e também disseminou conhecimento às mulheres e companheiros presentes. Esse é só o primeiro passo. Teremos muitos momentos como este. A proposta será criar uma agenda permanente de ações com gestantes, possibilitando empoderamento e transformação

, completa a secretária executiva de Controle Social e responsável pela articulação de conselhos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Raquel Nunes.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here