Dia Nacional da Luta da População em Situação de Rua é celebrado com ações de conscientização na Praça João Pinheiro

0
150

Em Muriaé existem diversos serviços para atender este público, como Centro POP, Casa Acolhedora, Abordagem Social e CAPS-AD III.

Ações na Praça João Pinheiro, Centro, comemoraram o Dia Nacional da Luta da População em Situação de Rua, celebrado nesta segunda-feira (19/8). Para atender a este público, a Prefeitura oferece diversos serviços especializados, através de atendimentos individuais e coletivos, como o Centro POP, Abordagem Social, Casa Acolhedora e Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD III).
Durante o evento houve panfletagem, exposição de fotos e de trabalhos artesanais dos usuários dos serviços.

“A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social oferece diversas ações na cidade para atender as pessoas que estão em situação de rua, como dispositivos de acolhida, escuta qualificada, atendimento personalizado, oficinas terapêuticas para reintegração destas pessoas à sociedade, encaminhamentos, visita domiciliar na família, entre outros”, enumera o secretário da pasta, Alex Reis Pedrosa, o Leleco.

O Dia Nacional de Luta teve origem na tragédia ocorrida em São Paulo, em 2004, quando 15 pessoas em situação de rua foram violentamente atacadas enquanto dormiam no entorno da Praça da Sé, na capital paulista, resultando em oito mortes. Conhecido como “Massacre da Sé”, o caso teve repercussão internacional e a data se tornou símbolo da conscientização da sociedade sobre a atenção digna que deve ser garantida a estas pessoas.

Ações e serviços

A Prefeitura tem realizado um trabalho intenso voltado para este público. Somente nos primeiros sete meses deste ano, a Casa Acolhedora realizou 1.403 atendimentos, com o fornecimento de 566 auxílios-viagem para migrantes e de 4.602 refeições. Já o Centro POP contabiliza 698 atendimentos prestados e 538 pessoas abordadas pela equipe da Abordagem Social de janeiro a julho de 2019.

Composto por equipe multidisciplinar, o Centro POP funciona como ponto de apoio para aqueles que fazem das ruas seu espaço de moradia e/ou sobrevivência. A instituição realiza atividades voltadas para orientação individual e em grupo, com objetivo de contribuir para a autonomia de seus usuários.
Articulado aos trabalhos realizados no Centro POP, o Serviço Especializado em Abordagem Social tem a finalidade de realizar buscas em Muriaé, com o intuito de identificar situações que envolvam violações de direitos. O serviço monitora as ruas da cidade identificando e abordando adultos em situação de rua, crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil e exploração sexual, jovens, adultos, família e idosos que estão em situação de rua.

Já o Serviço de Acolhimento Institucional para Adultos e suas Famílias (Casa Acolhedora) desenvolve atividades com pessoas cujos vínculos familiares e comunitários foram rompidos, além de oferecer alimentação, passagens para outras cidades e acolhimento provisório a indivíduos e suas famílias em situação de rua por abandono, migração, falta de residência ou pessoas em trânsito e sem condições de se autossustentar.
Como apoio a estes serviços, o CAPS-AD III oferece qualidade de vida para dependentes químicos.

Confira abaixo telefone, dias e horários de funcionamento dos dispositivos

  • Abordagem Social: segunda a sexta-feira, das 7h às 21h; sábados e domingos, das 8h às 13h – Tel.: (32) 98831-6240
  • Centro POP: segunda a sexta-feira, das 7h às 17h – Tel.: (32) 3728-3877
  • Casa Acolhedora: segunda-feira a domingo, 24 horas por dia – Tel.: (32) 3721-4602
  • CAPS-AD III: segunda a sexta-feira, das 7h às 19h – Tel.: (32) 3729-1281

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here