Defesa Civil cadastra famílias que vivem em áreas de risco em Muriaé

Prevenção busca minimizar impactos causados por desastres naturais; ação está sendo realizada em parceria com Corpo de Bombeiros.

Equipe da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), em parceria com o Corpo de Bombeiros, começou nesta quarta-feira (28/8) o cadastramento das famílias que moram em área de risco. De casa em casa, agentes registram dados do terreno, da edificação, das famílias e seus ocupantes. O trabalho é preventivo, com objetivo de buscar soluções que evitem ou minimizem os impactos causados por desastres naturais.
De acordo com o agente da Defesa Civil de Muriaé, Raphael Anselmo, as visitas acontecerão em áreas que foram mapeadas pelo órgão desde 2010. A primeira localidade visitada foi a região da Prainha, na Barra. O trabalho seguirá também para outros bairros – Santana, Patrimônio São José, Encoberta, José Cirilo, Dornelas, Napoleão, entre outros.
“Esses dados vão facilitar a Defesa Civil em casos de sinistro e de decretação de estado de emergência ou de calamidade pública. Além disso, vão auxiliar o município no direcionamento de donativos, como cestas básicas, para as famílias atingidas em caso de enchentes, inundações e deslizamentos de terra”, destaca Raphael Anselmo. “Para proporcionarmos assistência de qualidade e resposta eficaz à população em situações de desastres naturais, sobretudo na prestação de socorro das famílias que vivem em áreas de risco, é necessário primeiramente identificar o problema”, completa.  
O agente frisa ainda que a equipe e os militares estão, respectivamente, uniformizados e fardados, e solicita que a população colabore na prestação de informações. Esses dados serão enviados para o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, o S2ID.
A previsão é que o cadastramento siga até o primeiro semestre de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here