www.redeatividade.com

Página inicial

30/07/2014 - 10h57m


A Polícia Militar do Meio Ambiente de Muriaé realiza a ‘1ª Gincana Ambiental’. A gincana tem a intenção de mobilizar alunos, educadores e toda comunidade para recolher baterias e pilhas gastas que seriam jogadas no lixo. A gincana acontece até o dia 13 de agosto quando será feita a pesagem do material e revelada a escola campeã.
As pilhas e baterias, recarregáveis ou não, têm, em sua composição metais pesados que, quando descartados incorretamente, vazam e contamina o solo, o lençol freático, rios e até mesmo animais. O objetivo da campanha é sensibilizar a comunidade com relação aos prejuízos provocados ao meio ambiente. "Esse material causa diversos danos ao meio ambiente. Todo material recolhido durante a gincana vai ser descartado da maneira correta. Depois que a gincana terminar vamos nos reunir com o poder público para implementar o descarte correto para este material", comenta Cabo Madriaga, que coordena o projeto.
A escola que mais arrecadar pilhas e baterias recebe o prêmio de R$1.000. A Polícia do Meio Ambiente ainda vai ser reunir com o poder público para traçar estratégias e campanhas para que as pilhas não sejam mais descartadas incorretamente no meio ambiente.
Para participar da gincana e apoiar  sua escola preferia, leve sua contruibuição para alguma das oito escolas participantes. Confira a lista abaixo:

  • Escola Municipal Professora Maria Quitéria Pérez Scheib
  • Escola Municipal Zélia Barros Carneiro
  • Escola Municipal Clara de Castro Rogério
  • Escola Municipal Gilberto José Tanus Braz
  • Escola Municipal Cléria Ticon Carneiro
  • Escola Municipal Maria Aleluia Soares Bittencour
  • Escola São Paulo
  • Colégio Cidade de Muriaé (Anglo)



28/07/2014 - 11h20m


Uma carreta com placa do Rio de Janeiro tombou na manhã desta segunda-feira, 28. O acidente aconteceu no KM 682 da BR 116, entre Miradouro e Itamuri. O motorista perdeu o controle e tombou em uma curva. O caminhão carregado com polietileno seguia do estado da Bahia para o Rio de Janeiro. O veículo ficou destruído. Apesar da violência do acidente o motorista não sofreu nenhum ferimento e dispensou o socorro dos bombeiros. O trânsito ficou lento no trecho. Segundo a PRF, no local é comum acontecerem acidentes e a chuva pode ter contribuído para que esta carreta tombasse.



27/07/2014 - 11h28m


O 5º grupamento de Polícia Militar de Meio Ambiente de Muriaé segue com a campanha ‘Inverno Solidário’ que tem o objetivo de arrecadar, principalmente cobertores, para serem doados a instituições beneficentes de Muriaé. A campanha acontece até o dia 30 deste mês. O material pode ser entregue na sede da Polícia Militar do Meio Ambiente, que fica ao lado do Corpo de Bombeiros.

Informação foi divulgada pela Agência Oceânica e Atmosférica dos EUA. Temperatura ficou 0,72ºC maior que a média do século 20 para este mês.

26/07/2014 - 16h08m


Levantamento divulgado pela Agência Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), dos Estados Unidos, apontou que 2014 teve o mês de junho mais quente desde 1880, quando começaram os registros de temperatura.
A temperatura média na superfície terrestre e nos oceanos alcançou 16,22°C no período, ou seja, 0,72°C a mais que a média do século 20 para este mês. A cifra supera o último recorde de junho, que remonta a 2010, informou a NOAA.
"A maior parte do planeta enfrenta temperaturas mensais acima da média, com recordes de calor nas regiões do sudeste da Groenlândia, do norte da América do Sul e do Sudeste da Ásia", explicou a agência em um comunicado. "Assim como em maio, as regiões das principais bacias oceânicas também tiveram recordes de calor", acrescentou.
A última vez que a temperatura em um mês de junho foi inferior à média do século 20 foi em 1976, indicou a NOAA. Segundo a mesma fonte, o mês de maio de 2014 também foi o mais quente desde 1880, mais que o recorde anterior, de maio de 2010.

Bancos terão mais R$ 45 bilhões para emprestar a pessoas e empresas. Objetivo é estimular o crescimento da economia.

26/07/2014 - 10h57m


Com o ritmo lento da economia do país, o Banco Central anunciou nesta sexta-feira (25) medidas que aumentam a capacidade dos bancos de oferecer empréstimos para pessoas e empresas. A intenção é estimular o crescimento com maior oferta de crédito.

Uma das ações altera regras dos depósitos compulsórios das instituições financeiras, reduzindo valores que elas têm de manter no próprio BC. Assim, mais de R$30 bilhões deve ser liberados para empréstimos às famílias e empresas.

Outra mudança está nos critérios para a reserva que os bancos devem ter caso tomem calote de quem recebeu os empréstimos. Com menor "estoque" de segurança, chamado de requerimento mínimo de capital para risco de crédito das operações de varejo, o BC informou que há um "potencial reflexo na economia" de mais R$ 15 bilhões em recursos.

Ao todo, portanto, as duas medidas anunciadas nesta sexta-feira têm impacto de R$ 45 bilhões – que poderão ser utilizados no aumento do crédito para as famílias e empresas.

"Vamos ver como esses R$ 15 bilhões vão ser alocados na economia. Não somos adivinhos. O banco vai verificar onde tem demanda. Ele não tem mais de reservar parte do capital dos empréstimos. Cada banco tem um perfil. A alocação do capital adequado na economia que tende a ter impacto no crédito como um todo. Mas a possibilidade de uso do recurso é imediata", declarou o chefe do Departamento de Normas do BC, Sérgio Odilon dos Anjos.

Fonte: G1.com.br