www.redeatividade.com

Página inicial

18/09/2014 - 17h57m


O período de cadastramento para o Mutirão Direito a Ter Pai termina nesta sexta-feira (19). O interessado deve procurar a Denfesoria pública, no fórum Tabelião Pacheco de Medeiros, de 12h às 17h. As comarcas de Laranjal e Rosário da Limeira também são atendidas pela de defensoria de Muriaé. Este ano é possível fazer, de maneira gratuita, o exame de DNA mesmo com o suposto pai já falecido. Para mais informações ligue (32) 3722-3467.

19/09/2014 - 07h51m


Está aberto o período de inscrições para o 3ª Festival Regional Estudantil da Canção. Elas devem ser feitas exclusivamente pelo site www.festican.com.br, até o dia 17 de outrubro. Estudantes do ensino médio e médio integrado ao técnico,  da rede pública ou particular podem participar do evento musical que acontece em novembro em Muriaé.

18/09/2014 - 17h47m


O humorista Pedro Bismarck faz uma apresentação beneficente em Miradouro no dia 29 de setembro. O espetáculo Nerso em 3D conta os 30 anos do personagem. A peça visa arrecadar fundos para Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Miradouro. Os ingressos estão sendo vendidos pelos funcionários da instituição.

18/09/2014 - 09h50m


Tudo começou a partir de uma promessa. Se voltasse a enxergar e recuperasse os movimentos, passaria 30 anos pedalando. Foi assim que no dia 1° de fevereiro de 1991, Antônio Rogério do Nascimento começou uma maratona que só terá fim em fevereiro de 2022, no Canadá.'Neguinho do Asfalto', como ficou conhecido, perdeu a mãe quando nasceu e, há dois anos, o pai. Segundo Rogério do Nascimento, quando menino, sofria de doenças como cegueira, paralisia e deficiências nos pulmões e nos rins.O garoto prometeu a Nossa Senhora Aparecida que, se voltasse a andar e a enxergar, passaria 30 anos pedalando para pagar a promessa.O ciclista, de pele maltratada pelo sol, conta que já passou por todos os estados do Brasil e por outros 14 países. Para algumas viagens no exterior, ele busca apoio do Consulado do Brasil, mas revela que nem sempre tem sucesso na busca. A bicicleta carrega todos os utensílios necessários para a longa jornada. Nela, vão garrafas de água, roupas, barraca, mantimentos conseguidos por doações e algumas lembranças guardadas durante a viagem. Mas 'Neguinho do Asfalto' diz que o que nunca lhe falta é determinação.

Neguinho conta que ao passar pela Argentina encarou um dos piores momentos da viagem. Ele relata que foi vítima de preconceito, além de ter a bicicleta roubada. "Queimaram a bandeira do Brasil, amarraram minhas mãos e pés e me obrigaram a beber uma garrafa de óleo queimado, o que me obrigou a fazer uma cirurgia. Ainda disseram que lugar de 'macaquito' é no Brasil", diz ele. O ciclista chegou a Muriaé na noite desta quarta-feira (17) e sem lugar pra ficar, passou a noite acordado em um posto de gasolina, após ter percorrido 450 km vindo da cidade de Linhares – ES.

O repórter Paulo Victor Costa traz mais detalhes na matéria que vai ao ar no Jornal Atividade hoje (18), às 19h, na TV Atividade.

 

 




17/09/2014 - 17h41m


Foto Ilustrativa

Pela primeira vez, o Brasil tem transmissão da febre chikungunya. As vítimas são um homem de 53 anos e a filha, de 31 anos. A confirmação dos dois casos foi divulgada ontem pelo Ministério da Saúde. Antes disso, 37 pessoas tiveram a confirmação da chikungunya no Brasil, mas todos tinham contraídos a doença em outros países.   A chikungunya é menos grave que a dengue e o paciente costuma ser tratado em casa. 

A febre chikugunya não é transmitida de pessoa para pessoa. O contágio se dá pelo mosquito que, após um período de sete dias contados depois de picar alguém contaminado, pode transportar o vírus CHIKV durante toda a sua vida, transmitindo a doença para uma população que não possui anticorpos contra ele. Por isso, o objetivo é estar atento para bloquear a transmissão tão logo apareçam os primeiros casos.

O ciclo de transmissão ocorre do seguinte modo: a fêmea do mosquito deposita seus ovos em recipientes com água. Ao saírem dos ovos, as larvas vivem na água por cerca de uma semana. Após este período, transformam-se em mosquitos adultos, prontos para picar as pessoas. O Aedes aegypti procria em velocidade prodigiosa e o mosquito adulto vive em média 45 dias. Uma vez que o indivíduo é picado, demora no geral de dois a 12 dias para a febre chikungunya se manifestar, sendo mais comum cinco a seis dias.

A transmissão da dengue raramente ocorre em temperaturas abaixo de 16° C, sendo que a mais propícia gira em torno de 30° a 32° C - por isso ele se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais. A fêmea coloca os ovos em condições adequadas (lugar quente e úmido) e em 48 horas o embrião se desenvolve. É importante lembrar que os ovos que carregam o embrião do mosquito transmissor da febre chikungunya podem suportar até um ano a seca e serem transportados por longas distâncias, grudados nas bordas dos recipientes e esperando um ambiente úmido para se desenvolverem. Essa é uma das razões para a difícil erradicação do mosquito. Para passar da fase do ovo até a fase adulta, o inseto demora dez dias, em média. Os mosquitos acasalam no primeiro ou no segundo dia após se tornarem adultos. Depois, as fêmeas passam a se alimentar de sangue, que possui as proteínas necessárias para o desenvolvimento dos ovos.

O mosquito Aedes aegypti mede menos de um centímetro, tem aparência inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. Costuma picar, transmitindo a dengue, nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte. No entanto, mesmo nas horas quentes ele pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa. Há suspeitas de que alguns ataquem durante a noite. O indivíduo não percebe a picada, pois não dói e nem coça no momento. Por ser um mosquito que voa baixo - até dois metros - é comum ele picar nos joelhos, panturrilhas e pés.

A fêmea do Aedes aegypti voa até mil metros de distância de seus ovos. Com isso, os pesquisadores descobriram que a capacidade do mosquito é maior do que os especialistas acreditavam.